trastornos del movimiento

Distúrbios do movimento | Pessoal

O Distúrbios do movimento São condições médicas que Eles afetam a normalidade e a fluidez dos movimentos corporais. Esses distúrbios podem envolver movimentos excessivos, involuntários, lentos, rígidos ou anormais que podem interferir significativamente na qualidade de vida de uma pessoa. Esses movimentos anormais podem afetar várias partes do corpo, como músculos, articulações e sistema nervoso em geral.

 

Tipos de transtornos de movimento



Existem vários Tipos de transtornos de movimento, cada um com características e causas específicas. Alguns exemplos notáveis ​​de distúrbios de movimento incluem:



1. Doença de Parkinson

A Transtorno neurodegenerativo em que as células nervosas em uma parte do cérebro que controlam o movimento se deterioram gradualmente. Isso pode resultar em tremores, rigidez muscular, movimentos lentos e dificuldades em manter o equilíbrio.



2. Huntington Korea

Uma doença herdada que causa movimentos involuntários e rápidos, juntamente com problemas cognitivos e emocionais.



3. Distonia

É caracterizado por contrações musculares sustentou essa causa posturas anormais e Movimentos repetitivos. Pode afetar uma parte específica do corpo ou ser generalizada.



4. Síndrome de Tourette

Um distúrbio neurológico que causa movimentos e vocalizações involuntários conhecido como Tiques. Esses tiques podem variar em intensidade e podem ser simples (como filmes) ou complexos (como gestos ou palavras).



5. Doença de Wilson

Uma condição genética que causa Acumulação excessiva de cobre no corpo, que pode causar distúrbios do movimento, problemas hepáticos e outros sintomas.



6. Ataxia

Um grupo de distúrbios que afetam a coordenação e o equilíbrio muscular, resultando em movimentos desajeitados e Dificuldades para andar.

Estes são apenas alguns exemplos, e há muitos outros Distúrbios do movimento com várias características e manifestações. Alguns desses distúrbios podem ser tratados com medicamentos, fisioterapia, terapia ocupacional e, em alguns casos, cirurgia. O tratamento e o manejo desses distúrbios geralmente são realizados por profissionais de saúde especializados em neurologia e distúrbios do movimento.

Distúrbios do movimento

Possíveis causas de transtornos de movimento

O Distúrbios do movimento Eles podem ter várias causas, que incluem genético, ambiental, neurodegenerativo e outros. Aqui estão algumas causas possíveis de distúrbios do movimento:



1. Causas genéticas

Alguns são Hereditário e estão relacionados a anomalias em certos genes. Exemplos incluem Huntington Korea e algumas formas de distonia.



2. Distúrbios neurodegenerativos

Várias doenças neurodegenerativas podem causá -las. Essas condições implicam o Degeneração gradual de células nervosas em partes do cérebro que controlam o movimento. Exemplos notáveis ​​são a doença de Parkinson e a atrofia multissistêmica.



3. Alterações em neurotransmissores

Os neurotransmissores são substâncias químicas que permitem comunicação entre células nervosas. Desequilíbrios nos níveis de neurotransmissores, como dopamina, eles podem levar a Distúrbios do movimento. Isso é evidente na doença de Parkinson.



4. Trauma Craneocefalico

Lesões cerebrais Devido ao trauma craniocefálico, eles também podem causá -los. Os danos às áreas cerebrais responsáveis ​​pelo controle do motor podem alterar a função normal.



5. Infecções

Alguns infecções virais ou bacterianas Eles podem afetar o sistema nervoso e dar origem a distúrbios do movimento. Exemplos incluem encefalite e doença de Lyme.



6. Exposição a substâncias tóxicas

Exposição a certa Substâncias tóxicas, como metais pesados, pesticidas e produtos químicos industriais, você pode danificar o sistema nervoso e desencadear esse tipo de distúrbio.



7. Distúrbios metabólicos

Alguns distúrbios metabólicos hereditários, como a doença de Wilson e a doença de Gaucher, podem afetar a função do sistema nervoso.



8. Distúrbios autoimunes

Doenças autoimunes, nas quais O sistema imunológico ataca por engano células corporais, eles também podem afetar o sistema nervoso e causar Distúrbios do movimento.



9. Efeitos colaterais dos medicamentos

Alguns medicamentos, especialmente aqueles que agem no sistema nervoso, podem ter efeitos colaterais que resultam em movimentos anormais. Isso é conhecido como Diskinesia tardia e pode ser causado por Medicamentos antipsicóticos.



10. Causas idiopáticas

Em alguns casos, a causa de Distúrbios do movimento Não pode ser claramente identificado e é chamado de "idiopático". Isso significa que a causa subjacente não é conhecida.

É importante observar que as causas dos distúrbios do movimento podem variar amplamente de acordo com o tipo específico de desordem e a pessoa afetada. O diagnóstico e o tratamento adequados requerem uma avaliação completa dos profissionais de saúde, especialmente neurologistas especializados.

Distúrbios do movimento

 

Como tratar os distúrbios do movimento?

Ele Tratamento de distúrbios de movimento Depende em grande parte do tipo específico de distúrbio, a gravidade dos sintomas e necessidades individuais de cada paciente. As abordagens terapêuticas podem incluir uma combinação de medicamentos, terapias físicas e ocupacionais e, em alguns casos, cirurgia. Aqui estão algumas opções de tratamento comuns:

1. Medicação: Muitos distúrbios do movimento respondem a medicamentos que ajudam a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. Alguns exemplos incluem:

- Levodopa: É comumente usado no tratamento da doença de Parkinson para aumentar os níveis de dopamina no cérebro e melhorar os sintomas motores.
- Anticolinérgico: Eles podem reduzir tremores e rigidez em distúrbios como a doença de Parkinson.
- Bloqueadores de dopamina: Eles são usados ​​para tratar tiques e movimentos involuntários em distúrbios como a síndrome de Tourette.
- Medicamentos antiepiléticos: Às vezes, eles são usados ​​para controlar movimentos anormais em certos distúrbios.

2. Terapia física e ocupacional: Os terapeutas podem ajudar os pacientes a melhorar a coordenação, equilíbrio e força muscular por meio de exercícios e técnicas específicas. Essas terapias podem ser especialmente úteis para distúrbios que afetam a mobilidade e a função muscular.

3. Terapia de reabilitação: A terapia de reabilitação pode incluir técnicas como fisioterapia, terapia ocupacional e terapia da fala. Essas terapias ajudam a melhorar a função motora, a capacidade de executar atividades diárias e comunicação.

4. Tratamentos assistidos por dispositivos: Em alguns casos, dispositivos como bastões, caminhantes ou cadeiras de rodas podem ser usados ​​para melhorar a mobilidade e a independência dos pacientes.

5. Cirurgia: Em casos graves e resistentes ao tratamento, a cirurgia pode ser uma opção. A cirurgia de estimulação cerebral profunda (DBS) implica implementar eletrodos em áreas específicas do cérebro e depois enviar impulsos elétricos para regular os sintomas motores.

6. Terapias complementares: Algumas pessoas encontram alívio por meio de terapias complementares, como acupuntura, massagem terapêutica e meditação. Embora essas terapias não sejam geralmente a base do tratamento, elas podem ser úteis como parte de uma abordagem abrangente.

É essencial que as pessoas com Distúrbios do movimento Trabalhe em estreita colaboração com profissionais médicos especializados, como neurologistas e terapeutas, para desenvolver um plano de tratamento individualizado. Cada caso é único e o tratamento deve se adaptar às necessidades e circunstâncias de cada paciente.